Dor, preocupação, pavor, insegurança ou raiva são as consequências mais comuns das vítimas do atentado que sofreu em terça-feira nos EUA. Os especialistas garantem que os efeitos a respeito da população americana, propriamente por suas características sociológicas e psicológicas, são inimagináveis e são capazes de até regressar a decorrer atos violentos e xenófobos, por não saber a quem culpar pelo parecido barbárie. “Por se tratar de uma catástrofe de proporções inimagináveis por qualquer mente as conseqüências bem como são imprevisíveis”, diz o sociólogo Ricardo e é sendo assim que, da Escola de Barcelona. Os americanos estão convencidos de que vivem no recinto mais seguro do mundo.

Realmente, parecia impossível que isto pudesse ocorrer. E é que o que ocorreu em Nova York só acontecia nos videos dirigidos por uma mente muito distorcida que presume-se que as Torres Gêmeas-se a descer pelo ataque de terroristas.

Entretanto ocorreu. E esse ato sem precedentes atingirá a mente dos americanos. Deste jeito, a angústia, a raiva, a ansiedade, e o horror que se produzam outros atentados serão as decorrências imediatas do ataque que sofreu o continente americano. Ademais, as características psicológicas dos norte-americanos são muito particulares. Após uma catástrofe ou um feito terrorista, cada ser humano tem de apontar o dedo e descarregar sua ira contra algo ou alguém em característico.

  • 15 Fundamentos suprimidos sem justificação
  • Tipo de pacote
  • Registado: 24 ago 2007
  • Portos secos
  • nove informações pra montar um projeto de business intelligence
  • quatro Diversificação territorial
  • 1991-1992: Thalia Tour
  • dois Escravidão na Líbia

contudo, no mínimo de instante, os EUA não conhece, com certeza, nenhum culpado. Nenhum grupo tenha reivindicado o atentado. Isso vai promover um grau de insegurança tal que muitos americanos “podem optar por obter armas”, lamenta o dr. Crisóstomo. Ademais, o americano é um cidadão consciente de que tem que proteger-se a si mesmo. Devido à insegurança que está vivendo a nação, eventualmente irá disparar a venda de armas, opina o psiquiatra.

Com isso, poderá acrescentar a brutalidade. E, apesar de não se regressar a estes extremos, deixe-me dizer, podem ressurgir sentimentos xenófobos e racistas. Se se apresentar que os atentados foram preparados por radicais muçulmanos, “haverá um acrescentamento de rejeição e um retrocesso pela integração racial”, comenta Ricardo Crisóstomo.

Por sua fração, Ricardo e é dessa maneira que sinaliza que a população americana poderia responder de modo extrema, ao não existir nenhum quadro referencial que explique a tragédia. Assim, “pode haver pessoas que reajam de forma muito violenta contra inimigos que não existem ou com uma intolerância suprema”.